fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f

2º Relatório Integrado do Oceano | Nações Unidas (WOA II)

WOA II

Foi lançado hoje pelas Nações Unidas, com um prefácio do Secretário Geral das Nações Unidas Engenheiro António Guterres, o 2º Relatório Integrado do Oceano.

UN Live United Nations Web TV - Launch of the Second World Ocean Assessment (WOA II)

Publicado pelas Nações Unidas, este relatório este relatório integra dois volumes, com cerca de 500 páginas cada, dividido em seis partes fundamentais para o conhecimento e serviços do oceano das quais se destacam o estado do oceano incluindo as alterações físico-químicas que têm vindo a ocorrer, as alterações na biodiversidade das principais grupos taxonómicos, a relação entre a humanidade e o oceano. Uma parte importante inclui as tendências de como as pressões que têm ocorrido no clima e na atmosfera tem afetado o oceano incluindo ainda o impacto do aumento da concentração de nutrientes e de outros poluentes com origem terrestre, atmosférica, a partir de navios e instalações offshore, e os detritos sólidos, incluindo plásticos bem como ruido que têm contribuido para a continuação da degradação do estado do oceano já identificada no relatório anterior. Outos aspetos como a alteração da erosão, sedimentação e infraestruturas marinhas e costeiras, alterações na aquacultura e na produção de algas. Desenvolvimento de energias renováveis, impacto de espécies invasoras, exploração e utilização de recursos genéticos marinhos, hidratos de metano (um assunto potencialmente emergente) e os efeitos cumulativos de todas estas atividades. Na parte da gestão destaca-se o desenvolvimento do planeamento do espaço marítimo, de ferramentas de gestão e o conhecimento dos benefícios do oceano para os seres humanos.

O relatório está disponível para ser consultado em Launch of WOA II | Regular Process
Este documento é o resultado do trabalho do Grupo de Peritos do Processo Regular das Nações Unidas mandatado para elaborar, no período 2016-2020, um Relatório integrado da Avaliação do Estado do Ambiente Marinho, incluindo os Aspetos Sócio Económicos e é responsável pelo seu conteúdo. No Grupo de Peritos fazia parte a Professora Maria João Bebianno, Professora Catedrática da Universidade do Algarve e Diretora do Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA). Colaboraram com o Grupo de Peritos centenas de cientistas de diferentes especialidades, de todo o mundo ,de entre os quais 14 portugueses de diferentes universidades, centros de investigação nacionais e administração pública.

Lista-se abaixo os diferentes capítulos em que a Professora Maria João Bebianno teve uma participação mais direta quer como Lead-Member quer como Co-Lead Member:

Maria João Bebianno, Hilconida Calumpong, Sanae Chiba, Karen Evans, Carlos Garcia-Soto, Osman Keh Kamara, Enrique Marschoff, Essam Yassin Mohammed, Henn Ojaveer, Chul Park, Ylenia Randrianarisoa, Renison Ruwa, Jörn Schmidt, Alan Simcock, Anastasia Strati, Joshua T. Tuhumwire, Ca Thanh Vu, Juying Wang and Tymon Zielinski (Group of Experts of the Regular Process for Global Reporting and Assessment of the State of the Marine Environment, including Socioeconomic Aspects), 2021. Overall summary. The Second World Ocean Assessment, Volume I, Chapter 1, United Nations Publications, 3-36.

Maria João Bebianno, Hilconida Calumpong, Sanae Chiba, Karen Evans, Carlos Garcia-Soto, Osman Keh Kamara, Enrique Marschoff, Essam Yassin Mohammed, Henn Ojaveer, Chul Park, Ylenia Randrianarisoa, Renison Ruwa, Jörn Schmidt, Alan Simcock, Anastasia Strati, Joshua T. Tuhumwire, Ca Thanh Vu, Juying Wang and Tymon Zielinski (Group of Experts of the Regular Process for Global Reporting and Assessment of the State of the Marine Environment, including Socioeconomic Aspects), 2021.Approach to the assessment, , The Second World Ocean Assessment, Volume I, Chapter 2, United Nations Publications, 39-46.

Thomas Malone (convener), Archis Ambulker, Maria João Bebianno (co-lead member), Paula Bontempi, Michael Krom, Harri Kuosa, Joseph Montoya, Alice Newton, Yapo Ossey, João Sarkis Yunes, Walker Smith, Lars Sonesten, Georgios Sylaios, Juying Wang (lead member) and Kedong Yin, 2021. Changes in nutrient inputs to the marine environment. The Second World Ocean Assessment, Volume II, Chapter 10 United Nations Publications, 77-100.

Ralf Ebinghous (convener: pharmaceuticals and personal care products), Bjørn Einar Grøsvik (convener: hydrocarbons), Ida-Maja Hassellöv (convener: ships), Colin F. Moffat (convevner: persistent organic pollutants), Alan Simcock (convener: radioactivity; and co-lead member), Lars Sonesten (convener: atmospheric inputs), Penny Vlahos (convener: metals), Eric P. Achterberg, Babajide Alo, Robin Anderson, Carlos Francisco Andrade, Michael Angelidis, Maria João Bebianno (lead member), Arsonina Bera, Nene Bi Trace Boniface, Miguel Caetano, Isabel Natalia Garcia Arevalo, Kissao Gnandi, Julio Esteban Guerra Massón, Gi Hoon Hong, Suk Hyun Kim, Rainer Lohmann, Kida Rose Ninsemon, Jae Ryoung Oh, Bing Qiao, Monika Stankiewicz, Joshua T. Tuhumwire (co-lead member), Juying Wang (co-lead member) and Judith Weis, 2021. Changes in liquid and atmospheric inputs to the marine environment from land (including through groundwater), ships and offshore installation. The Second World Ocean Assessment, Volume II, Chapter 11, United Nations Publications, 101-150.

François Galgani (convener: marine debris) and Aleke Stöfen-O’Brien (convener: dumping), Archis Ambulkar, Maurizio Azzaro, Maria João Bebianno (lead member), Joan Bondareff, Huw Griffiths, Martin Hassellov, Christos Ioakeimidis, Jenna Jambeck, Paula Keener, Fernanda de Oliveira Lana, Iryna Makarenko, Chelsea Rochman, Qamar Schuyler, Paula Sobral, Ca Thanh Vu (co-lead member), Konstantinos Topouzelis, Dick Vethaak, Penny Vlahos, Juying Wang (co-lead member) and Judith Weis. Changes in inputs and distribution of solid waste, other than dredged material, in the marine environment, The Second World Ocean Assessment, Volume II, Chapter 12, United Nations Publications, 151-184.

James R. Hein (joint convener), Pedro Madureira (joint convener), Maria João Bebianno (co-lead member), Ana Colaço, Giorgio de la Torre, Paraskevi Nomikou, Luis M. Pinheiro, Richard Roth, Pradeep Singh, Anastasia Strati (co-lead member) and Joshua T. Tuhumwire (lead member), 2021. Changes in seabed mining, The Second World Ocean Assessment, Volume II, Chapter 18, United Nations Publications, 257-280.

ANNOUNCEMENT: Launch of the Second World Ocean Assessment (WOA II) – 21 April 2021

Launch of the Second World Ocean Assessment (WOA II) – 21 April 2021

The Second World Ocean Assessment (WOA II), the major output of the second cycle of the Regular Process for Global Reporting and Assessment of the States of the Marine Environment, including Socioeconomic Aspects, will be launched on 21 April 2021, in connection with Earth Day 2021 which will be observed on 22 April. It is the newest outcome of the only integrated assessment of the world’s ocean at the global level covering all three pillars of sustainable development.

 

The first World Ocean Assessment (WOA I), which was released at the end of 2015, established a baseline for measuring the state of marine environment, including socioeconomic aspects. WOA II focuses on trends observed since the publication of WOA I and current gaps in knowledge and capacity.

 

The launch event will be streaming on 21 April 2021 at 10 a.m., EDT at the following webpage:

 

Launch of the Second World Ocean Assessment (WOA II)

 

Speakers:

António Guterres, United Nations Secretary-General
Sylvia Earle, President & Chair, Mission Blue
Vladimir Ryabinin, Executive Secretary of the Intergovernmental Oceanographic Commission (IOC) and Assistant Director General of UNESCO
Juliette Babb-Riley, Deputy Permanent Representative of Barbados to the United Nations, Co-Chair of the second cycle of the Regular Process
Sanae Chiba, Member of the Group of Experts for the second cycle of the Regular Process, Biological oceanographer of the Japan Agency for Marine-Earth Science and Technology
Shafira Charlette, youth representative, Seychelles

Please spread the message of this launch on social media using #SecondWorldOceanAssessment.

 

We invite you to also check out the prior activities that are part of the WOA II launch campaign, including:

 

A webinar held on 1 March on “Strengthening the science-policy interface for ocean sustainability”, the recording of which is available here; and

 

A three-part web series on “The Science-Policy Interface and Ocean Sustainability”, featuring Fabien Cousteau and other ocean experts, which is available here.

AVISO: 2º concurso para bolsas de doutoramento CIMA

Vimos desta forma informar que o email que deve ser utilizado para o envio de candidaturas relativamente às bolsas de doutoramento do CIMA é This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

O email que está no edital está errado.

Agradecemos desde já a vossa compreensão

Mulheres e o Mar

Mulheres e o mar

“Quando o helicóptero se encontrava em voo estacionário era possível sentir o calor que emanava da cratera do vulcão e das correntes de rocha líquida, mesmo dentro da cabina fechada.”

 

“A análise aos contaminantes presentes nas águas do Mar do Algarve abre janelas sociológicas e sanitárias: nas regiões menos turísticas, deteta-se a presença de fármacos ligados a patologias da idade ou oncológicas. Já nas águas onde há mais turismo, são fármacos como antidepressivos, o paracetamol ou o ibuprofeno que dominam.”

 

“A praia estava cheia de pessoas, mais precisamente 546 pessoas, entre homens, mulheres e crianças. Um mar de gente com uma dimensão que nunca tinha visto e que não voltei a ver durante a missão.”

 

“O golo do Éder chegou pelo apito empolgado dado pelo comandante do navio, fundeado na Selvagem Grande. A notícia chegou do mar, antes de ser confirmada na televisão. (…) Não sei se Éolo, o senhor dos ventos, era simpatizante da seleção francesa, mas despejou sobre nós toda a sua raiva. (…) Éramos campeões europeus, mas durante algumas horas, trinta portugueses nem se lembraram disso.”

 

“A passagem pelo paralelo 600 faz-se envolta num sentimento único visto representar a entrada na zona antártica. Ainda recordo, na aterragem à Península Antártica, as imagens incomparáveis e únicas: blocos de gelo e icebergs (alguns de um azul fascinante), os flocos de neve a cair, o mar espelhado…”

 

 

“MULHERES E O MAR”

 

Se Portugal é um país de Mar, serão as portuguesas mulheres de Mar? Durante séculos, a História, a Cultura, a Iconografia, a Sociologia e a atenção mediática centraram as narrativas da nossa relação com o Mar na perspetiva masculina. Foram e são homens os celebrados descobridores e marinheiros, os pescadores e cientistas, os aventureiros e poderosos. E, no entretanto, onde estiveram as mulheres? Mais importante ainda, hoje, no início do século XXI, onde estão as “Mulheres e o Mar”?

Elsa Páscoa, jornalista e escritora, foi à procura delas. E nesta obra, lançada pela Diário de Bordo quando se celebra o Dia Internacional da Mulher, apresenta 36 perfis de mulheres, cujas vidas têm o Mar como paixão e vértice comum.

Militares da Marinha Portuguesa e graduadas da Marinha Mercante. Cientistas e campeãs de vela, surf e bodyboard. Defensoras das fronteiras marítimas nacionais e europeias. Investigadoras da História do Mar e contadoras de histórias. Faroleiras. Nadadoras-salvadoras. Pescadoras e “pescadeiras”. Mergulhadoras com tubarões em perigo e defensoras do Ambiente. Pilotos de helicóptero e pioneiras de mecânica e de laboratório. Da juventude dos 21 anos à experiência dos 81 anos. É delas o livro “Mulheres e o Mar”, que agora chega ao público.

 

 

Ficha Técnica

Título: “Mulheres e o Mar”

Coordenação: Elsa Páscoa

Edição: Diário de Bordo

ISBN: 978-989-54923-4-3

1.ª Edição: Março de 2021

 

Contactos

Elsa Páscoa

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

964 842 092

Incident Command System | WorkShop Online 04-05 March 2021

Incident Command System | WorkShop Online 04-05 March 2021

1a3f017c-71ef-44cd-957b-97c5fbf2ebc7.png

Dear Sir/Mme,
 
The University of Algarve, the Centre for Marine and Environmental Research and Ambipar Response are pleased to inform you that due to the success of the first edition, we are launching the second edition of the online workshopIncident Command System, which will take place 04th - 05th March 2021, from 16:00 to 18:00 (Lisbon time, GMT+0).
 
This workshop is jointly hosted by the project CIU3A (University Innovation Centre Andaluzia, Alentejo and Algarve) and the company Ambipar Response (United Kingdom), which has more than seventy years of experience in emergency management preparedness and response spectrum at a strategic, tactical, and operational level, responding to major hazard events such as oil spills and chemical incidents.
 
The Incident Command System (ICS) is a standardized, all-risk incident management concept, recognized worldwide as the international model to manage emergency situations. The course is of an in-class nature with interactive sessions that assist in the learning process. It gives an overview of the incident management process, highlighting how ICS principles can be applied in incidents. The course emphasizes the benefits of following a recognised process when managing a major incident.
 
This workshop will be held in English, it is free and limited for 40 participants.
 
Check the program and register your interest HERE!
 

Please feel free to contact Maria Mayrinck (This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.) if you require additional information.
  

Kind regards,
Incident Command System Online Workshop Team

Strengthening the Science-Policy Interface for Ocean Sustainability

In these challenging times of the COVID-19 pandemic, we are reminded of the importance of the ocean for the health of the people and the planet, and the significant benefits it provides which are critical to sustainable development. However, the ocean and its ecosystems continue to face unprecedented challenges, including impacts by multiple and cumulative pressures from human activities as well as changing dynamics fueled by climate change, leading to the continued deterioration of the health of the ocean. 

Addressing such challenges calls for the strengthening of science-policy interface, aimed at increasing the scientific understanding of the ocean and the challenges it faces, while also ensuring responsive ocean policies and actions that are informed by the best available science. 

The United Nations Division for Ocean Affairs and the Law of the Sea in cooperation with the Intergovernmental Oceanographic Commission of UNESCO invite you to join the webinar:
 

Strengthening the Science-Policy Interface for Ocean Sustainability
1st March 2021
09:00am - 11:00am (EST)


The objective of this webinar is to raise awareness of the importance of the science-policy interface for ocean governance at all levels, showcase links between the science-policy interface and society including ocean users, and reinforce the understanding of the role of citizen science, as well as traditional, indigenous and local knowledge in strengthening the science-policy interface. 


The webinar will be open to all who pre-register through thispre-register through this link. 

MORE INFORMATION:
https://www.un.org/regularprocess/spiwebinar

 

 

 

As quantidades de lixo, plástico e microplástico estão a aumentar no oceano?

As quantidades de lixo, plástico e microplástico estão a aumentar no oceano?

Um novo artigo foi publicado com a participação de Maria João Bebianno, onde foi compilada a tendência do lixo marinho incluindo plásticos e microplásticos no oceano, discutindo as tendências na quantidade de lixo marinho, revelando a presença de crescente de plásticos em áreas remotas. Embora em várias áreas geográficas e em vários compartimentos a quantidade de plástico tenha atingido um estado estacionário noutras áreas é necessário aumentar a investigação.


Galgani, F., Brien, A.So., Weis, J. et al Bebianno, M. J. Are litter, plastic and microplastic quantities increasing in the ocean? Microplastics & Nanoplastics 1, 2 (2021).

https://doi.org/10.1186/s43591-020-00002-8

 

Simulating Destructive and Constructive Morphodynamic Processes in Steep Beaches

Simulating Destructive and Constructive Morphodynamic Processes in Steep Beaches

Investigadores do CIMA voltam a publicar, desta vez sobre a Simulação de processos morfodinâmicos destrutivos e construtivos em praias íngremes.

O ciclo completo de mudança morfodinâmica da praia (erosão e recuperação gradual), crítico para avaliar a mudança na praia em escalas temporais mais longas, é modelado seguindo uma abordagem inovadora (os modelos normalmente focam-se apenas na erosão) relativamente à incidência da tempestade Emma na Praia de Faro.

The full cycle of beach morphodynamic change (erosion and gradual recovery), critical to assessing beach change over longer temporal scales, is modelled following an innovative approach (models typically focus only on erosion) for the incidence of Emma storm in Faro Beach.

https://doi.org/10.3390/jmse9010086

Palynostratigraphic reassessment of the Late Devonian of Bjørnøya, Svalbard

Palynostratigraphic reassessment of the Late Devonian of Bjørnøya, Svalbard

Gilda Lopes, investigadora do CIMA, acaba de publicar um artigo numa revista internacional focado no seu trabalho no Ártico,  ilha de Bjørnøya, arquipélago de Svalbard, o qual decorreu em 2016. Esta ilha é uma área protegida norueguesa onde raramente autorizações para estudos científicos são obtidas tornando, assim, este estudo um marco importante para a comunidade científica. A investigadora colheu rochas para analisar esporos de plantas com mais de 370 milhões de anos. Os dados obtidos permitiram determinar melhor as idades das rochas, detalhar algumas das mais antigas plantas que existiram nos continentes e, melhor compreender a evolução destes antigos paleoambientes.

 

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0034666720302803

 

Contribution of the CIMA research projects to the United Nation Sustainable Development Goals (SDG's)

CIMA SDG's

The doughnut chart shows

Read more ...

Perfluorooctane sulfonic acid (PFOS) adsorbed to polyethylene microplastics: accumulation and ecotoxicological effects in the clam Scrobicularia plana

Perfluorooctane sulfonic acid (PFOS) adsorbed to polyethylene microplastics: accumulation and ecotoxicological effects in the clam Scrobicularia plana

Investigadores do CIMA publicam novo artigo sobre o efeito de microplásticos, quando na presença de outros contaminantes no meio marinho, particularmente na presença de PFOS.

Desenvolvido no Âmbito do projeto EPHEMARE e financiado pelo JPI OCEANS. 

https://doi.org/10.1016/j.marenvres.2020.105249

 

2º Relatório do Estado do Oceano | Nações Unidas

2º Relatório do Estado do Oceano | Nações Unidas

As Nações Unidas aprovam no final de 2020, na reunião da Assembleia Geral, o 2º Relatório do Estado do Oceano, onde se identificam problemas e soluções da evolução do estado do ambiente marinho a partir de 2015.

Para a elaboração do referido relatório participaram 25 Peritos nomeados pelas Nações Unidas dos quais se destaca a Professora Maria João Bebianno, até à data a única Portuguesa a integrar um grupo desta natureza a nível das Nações Unidas. Participaram ainda no capítulo sobre o impacto das alterações da introdução de nutrientes no meio marinho a Professora Alice Newton também do CIMA e na parte sobre o ruído no oceano o Professor Sérgio de Jesus da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade do Algarve.

Este segundo relatório inclui uma avaliação das alterações que ocorreram no oceano desde a elaboração do 1º relatório, contribuindo diretamente para que possam vir a ser alcançados os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2020-2030 das Nações Unidas, e indicando ainda temas relevantes para os objetivos societais da Década para a Ciência dos Oceanos das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, incluindo uma importante contribuição para Limpar o Oceano, proteger os ecossistemas marinhos, conhecer o oceano para que seja possível um desenvolvimento sustentável, promover a segurança do oceano, explorar de uma forma sustentável o oceano para fins alimentares e o seu uso económico sustentável.

Com a aprovação recente pela EEA Grants no âmbito da Literacia do Oceano do projeto GLOBOCEAN, o CIMA prevê, com a colaboração da United By de Sea, elaborar vídeos infográficos que irão traduzir as importantes conclusões deste relatório para gestores e decisores.

The structure of incipient coastal counter currents in South Portugal as indicator of their forcing agents

THE STRUCTURE OF INCIPIENT COASTAL COUNTER CURRENTS IN SOUTH PORTUGAL AS INDICATOR OF THEIR FORCING AGENTS

Luciano De Oliveira Júnior, Erwan Garel, Paulo Relvas | This study investigates the physics that drive the development of westward, nearshore, currents along the south coast of Portugal (episodically bringing warm water in the region in summer and autumn). Based on a large current dataset, it is shown that these flows tend to develop near the bed first (and later near the surface), contrarily to the opposite, eastward, flows which are often observed near the surface first. This specific pattern of westward flows clearly indicates that they are generally not produced by local wind. Analytical considerations rather support that they result from the imbalance of an alongshore pressure gradient.

 

Keywords: Coastal flow; Upwelling circulation; Flow reversal; Alongshore pressure gradient; Gulf of Cadiz

https://doi.org/10.1016/j.jmarsys.2020.103486

Programa Oceano | FCT

JPI oceans

O Programa Oceano da FCT vem dar a conhecer a brochura que inclui os 3 projetos nacionais (HOTMIC, i-PLASTIC e RESPONSE), dos 6 que foram selecionados para financiamento pela Iniciativa de Programação Conjunta "Healthy and Productive Seas and Oceans" (JPI Oceans), no âmbito do 2º Concurso Transnacional Conjunto para financiamento de Projetos de Investigação na área dos Microplásticos, que juntou a FCT a outras agências financiadoras (Alemanha, Bélgica, Brasil, Espanha, Estónia, França, Holanda, Irlanda, Islândia, Malta, Noruega e Suécia.

Brochura disponível aqui.

Informação mais detalhada sobre este concurso (encerrado) poderá ser consultada na pagina da FCT em

https://www.fct.pt/apoios/cooptrans/jpi/oceans/index.phtml.pt

 

Projeto AEROS Constellation

Projeto AEROS Constellation

No passado dia 19 de Novembro, teve início o lançamento oficial do projeto AEROS Constellation, um dos projetos emblemáticos do MIT Portugal que irá desenvolver uma nova plataforma de nanosatélites como um precursor de uma futura constelação para potenciar as sinergias científicas e económicas Espaço / Oceano.

A reunião do lançamento, feita remotamente, foi organizada pela Edisoft, Coordenadora do Projeto, com as contribuições das instituições participantes: Ceiia; Spinworks; DStelecom; Air Center; IMAR; + Atlântico; Universidade do Algarve, Universidade do Minho; Universidade do Porto; Instituto Superior Técnico e o Massachusetts Institute of Technology (MIT).

No âmbito do projeto o Consórcio irá desenvolver tecnologias e competências portuguesas de monitorização e valorização do oceano, combinando know-how nacional e internacional para a construção da constelação de nanosatélites AEROS gerida a partir de Portugal que pode alavancar o grande potencial do estudo da Terra, seus oceanos e atmosfera em ligação com tecnologias de comunicação avançadas para entregar valor científico e económico tangível para a sociedade.

AEROS é um sistema integrado de ativos e capacidades, incluindo diferentes plataformas existentes, aperfeiçoadas e novas que operam no Oceano e no Espaço, equipadas com sensores e tecnologias de última geração, todos conectados por meio de uma rede de comunicação ligada aos sistemas de aquisição de dados, processamento e disseminação.

Para promover os ecossistemas científicos e empresariais nacionais, e potenciar as ligações entre ambos, o AEROS reúne empresas privadas, Universidades, bem como instituições de investigação e interface. Para acelerar a inovação e o desenvolvimento industrial e a internacionalização que o AEROS pode alcançar, as entidades nacionais têm feito parcerias com investigadores de diferentes áreas dentro do MIT.

A participação da Universidade do Algarve neste projeto é liderada institucionalmente pelo Dr. João Janeiro e pelo Prof. Dr. Flávio Martins, ambos investigadores do Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA). A equipa de investigação irá usar o conceito de Observation System Simulation Experiments (OSSE) para avaliar o benefício e o impacto de uma futura constelação AEROS nos modelos oceânicos, bem como desenvolver as estruturas de gestão de dados necessárias para integrar as observações do AEROS em tempo real no modelo operacional costeiro SOMA.

Bolsa de Mestre: PlasticSea

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Mestre no âmbito do projeto: FA_06_2017_046 "PLASTICSEA - The impact of microplastics in the ocean, sea salt and aqucultura”, financiado pelo programa Fundo Azul, nas seguintes condições: Área Científica: Ciências do Mar e do Ambiente Requisitos de admissão: Os candidatos tem de possuir o grau de Mestre em Biologia Marinha, Ecologia, Ciências do Ambiente, Sistemas Marinhos e Costeiros ou áreas científicas afins bem como a experiência exigida em investigação em mioplástico, em recolha de dados oceanográficos e em análises de FTIR ou RAMAN e deverá inscrever-se num ciclo de estudos de Doutoramento em Ciências da Terra, do Mar e do Ambiente. (Tendo em conta o novo Regulamento da FCT, nomeadamente o artigo 11º - https://www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2019.pdf)

 

Para mais informações, clicar aqui.

 Ou:

Link Eracareers:  http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=129473

Link Ualg:  https://www.ualg.pt/sites/ualg.pt/files/seccoes/uaic/edital_061-2020_-_anuncio_de_bolsa_de_investigacao_para_projetos_e_instituicoes_id_-bi-m_-fa_06_2017_046_plasticsea_-_novembro-2020_0.pdf

ARNET - Uma alavanca da Ciência de Excelência em Portugal

ARNET - Uma alavanca da Ciência de Excelência em Portugal

A futura Rede de Investigação Aquática (ARNET) é uma rede multi-institucional de dimensão nacional composta por 742 investigadores (318 Doutorados Integrados) de três unidades de I&D multidisciplinares: o MARE - Centro de Ciências Marinhas e Ambientais, o Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA), e o Centro de Biologia Molecular e Ambiental (CBMA). Estas três Unidades de I&D há muito que colaboram com instituições de ensino superior, outras instituições de I&D, administrações locais, centrais e outras instituições públicas ou privadas de interesse público, contribuindo assim para os objetivos gerais da política científica e tecnológica nacional.

Beneficiando de uma estrutura multi-institucional de ampla distribuição geográfica com centros de investigação em Portugal Continental e Arquipélago da Madeira, a rede ARNET pretende tornar-se um Laboratório Associado de referência em ciências aquáticas em Portugal com base numa abordagem holística e integrada desde as bacias hidrográficas aos ecossistemas de mar aberto e profundo, contribuindo assim para o reforço dos instrumentos de política científica e tecnológica nacionais e europeus, estabelecendo-se ao mesmo tempo como um dos principais motores do papel da Ciência e da Inovação para o desenvolvimento social e económico.

O plano estratégico da rede ARNET apoiará a concretização dos objetivos da Política Científica e Tecnológica Nacional, em particular dará resposta a políticas públicas em desafios científicos, ambientais, sanitários, económicos e sociais, contribuindo em 5 (cinco) Linhas Temáticas (LT): LT1 - Novas Abordagens em Exploração e Monitorização Aquática; LT2 - Sustentabilidade Ambiental num contexto de Mudanças Globais; LT3 - Avaliação e Gestão de Riscos Ambientais; LT4 - Soluções Baseadas em Biotecnologia e Natureza para a Economia Azul; LT5 - Governança, Ciência Cidadã e Literacia do Oceano. Estas cinco Linhas Temáticas contribuirão para diversas políticas públicas e estão oportunamente alinhadas e integradas com a Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030.

Finalmente, a estratégia da rede ARNET para o desenvolvimento de carreiras científicas e técnicas pressupõe a necessidade de rejuvenescer as instituições científicas, atraindo assim mais e melhores investigadores, mas também na premissa de que a gestão da ciência é uma área de carreira chave para elevar o desenvolvimento da ciência a níveis de excelência.

https://www.mare-centre.pt/pt/media/noticias

 

Incident Command System | WorkShop Online

Incident Command System

O Centro de Investigação Marinha e Ambiental organizou nos passados dias 29 e 30 de outubro, em parceria com a empresa Ambipar Response do Reino Unido, um Workshop Online sobre o sistema de gestão de incidentes ICS - Incident Command System, com especial foco em gestão de incidentes envolvendo derrames de hidrocarbonetos no mar. Esta atividade foi desenvolvida no âmbito do projeto CIU3A - Centro de Inovação Universitário de Andaluzia, Alentejo y Algarve. O evento foi um sucesso com mais de 150 inscrições provenientes de todo o mundo, para um curso limitado a 30 pessoas. Dado ao elevado interesse por esta formação, está a ser preparada uma nova edição online no primeiro trimestre de 2021, assim como uma formação certificada ICS 300 a realizar de forma presencial na Universidade do Algarve no verão de 2021 (se as condições o permitirem)

Palynology Short Talks - Gilda Lopes

Palynology Short Talks

Gilda Lopes, a researcher at CIMA, just presented in an international session some of the work she has been developing in the project PALEOCLIMOZ - Permian-Triassic palaeoclimatic cycles of the Karoo Supergroup in Mozambique and its implications on a changing world.
The talk is part of a series of short presentations in palynology organized by colleagues from the USA, China, Amsterdam, and England. Today's session had more than 80 viewers worldwide, and the presenters included also colleagues from the University of Queensland, The Smithsonian Institute, the University of Southampton, the British Geological Survey, and the University of Nagpur. These sessions occur online every month, and the talks will be available online on youtube in a few weeks. Just follow the blog at https://nastrandberg.wixsite.com/palynology.

Projeto Nautilos

Projeto Nautilos

O CIMA viu aprovado o projeto H2020 Nautilos, que já teve início a 1 de outubro de 2020.
Mais informações aqui.

A Reunião de arranque do projeto europeu H2020 - NAUTILOS realizou-se virtualmente nos dias 21 – 22 de outubro de 2020, com uma forte participação do CIMA.

NAUTILOS – “New Approach to Underwater Technologies for Innovative, Low-cost Ocean observation” é um projeto H2020 financiado sob a iniciativa “Future of Seas and Oceans Flagship” da União Europeia, coordenado pelo Conselho Nacional de Pesquisa da Itália (CNR), reúne 21 instituições de 11 países europeus com competências multidisciplinares que incluem o desenvolvimento e integração de sensores em instrumentos e plataformas de observação do oceano, processamento de dados, modelação oceânica, oceanografia operacional, observação remota, entre outras. O professor Flávio Martins do CIMA coordena o módulo da modelação e partilha de dados e a professora Maria João Bebianno, também do CIMA, coordena a tarefa de Avaliação de Impacte ambiental. NAUTILOS é um dos dois projetos incluídos nos esforços da UE para apoiar a Estratégia Europeia para o Plástico e a Economia Circular, apoiando a demonstração de novas e inovadoras tecnologias para medir as Variáveis Oceânicas Essenciais (EOVs).

Abertura de concursos para técnicos superiores

Aviso de abertura de Procedimento concursal comum para recrutamento de um técnico superior para o Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve na área de Sistemas Ambientais e Recursos aqui.

Declaração de Retificação n.º 673-A/2020 - Diário da República n.º 193/2020, 3º Suplemento, Série II de 2020-10-02

Aviso de abertura de Procedimento concursal comum para recrutamento de um técnico superior para o Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve para o secretariado aqui.

https://www.bep.gov.pt/pages/oferta/Oferta_Detalhes.aspx?CodOferta=80604

Potential Ecotoxicological Risks of Nanopharmaceuticals in the Aquatic Environment

 Potential Ecotoxicological Risks of Nanopharmaceuticals in the Aquatic Environment

Maria João Bebianno publica com colegas do CCMAR (Ana Grenha e Jorge Filipe Pontes) e do Instituto de Patologia tropical e de Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás (Thiago Rocha e André Amaral), um capítulo intitulado Potential Ecotoxicological Risks of Nanopharmaceuticals in the Aquatic Environment, no livro publicado pela editora Springer, intitulado Nanopharmaceuticals Principles and Applications Vol. 1, onde é feita uma revisão do modo de ação e da ecotoxicidade de nanofarmaceuticos em ambientes aquáticos, se identifica a produção e o tipo de nanofarmacêuticos usando métodos biotecnológicos e se avalia o risco ambiental desses produtos para o ambiente aquático.

O Livro Comunidades Energéticas Sustentáveis

Comunidades Energéticas Sustentáveis

Francisco Calhau, membro do Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve, lançou o livro "Comunidades Energéticas Sustentáveis: Estudo de Implementação de uma Comunidade Eólica no Algarve".

O livro aborda o tema da geração de eletricidade com recurso à energia eólica, dando assim o seu contributo para a redução das emissões de dióxido de carbono e demais gases causadores do efeito de estufa. 

O Principal objetivo do trabalho foi estudar a implementação de uma unidade de geração de eletricidade a partir da energia eólica, que permita satisfazer as necessidades de consumo de uma pequena comunidade local, na região do Algarve, e analisar a sua viabilidade financeira e económica. Este estudo é um excelente contributo para a maior utilização das energias renováveis na geração de eletricidade de forma descentralizada, em particular através da energia eólica, incentivando-se a constituição de sistemas locais de geração de eletricidade para autoconsumo de pequenas comunidades urbanas, indo ao encontro do conceito das Renewable Energy Communities, mais especificamente das Wind Communities

Diretora do CIMA agraciada com a Medalha de Mérito Grau Ouro

Diretora do CIMA agraciada com a Medalha de Mérito Grau Ouro

O Municipio de Faro decidiu atribuir a Maria João Bebianno, Professora Catedrática da Facudade de Ciências e Tecnologia e Diretora do CIMA da Universidade do Algarve, no dia do Municipio de Faro (7 de Setembro), a Medalha de Mérito- Grau Ouro pelos assinaláveis benefícios grangeados ao Municipio de Faro e pelo seu percurso profissional.

Video tempo: 2:42:41

https://www.facebook.com/municipiodefaro/videos/343838283656781/

Ocean Teaching Global Academy - Aprovado

Consórcio Ocean Teaching Global Academy

O Consórcio Ocean Teaching Global Academy é uma iniciativa que envolveu todos os centros de investigação do país, no qual a Universidade do Algarve tem como coordenadora Maria João Bebianno. Foi elaborada uma proposta que foi submetida à UNESCO e aprovada a esta data, que integra todos os centros de investigação do mar do país e a estrutura de missão para a plataforma continental, para a criação de um consórcio que tem por objetivo oferecer cursos em inglês/português, em particular para os países de língua oficial portuguesa.
Os investigadores do CIMA envolvidos nesta iniciativa são: Maria João Bebianno, Flávio Martins, Cristina Veiga Pires, Ana Barbosa, Sónia Cristina, Priscila Goela, Lilian Krug e Alice Newton.

Pollution and Debris

Pollution and Debris

Nélia Mestre will be joining Lucy Woodall as Co-Lead of the new working group on Pollution & Debris in the deep sea of the DOSI (Deep-Ocean Stewardship Initiative)

Read more ...

New published article: Barrier island resilience assessment: Applying the ecological principles to geomorphological data

Barrier island resilience assessment: Applying the ecological principles to geomorphological data

Aikaterini Kombiadou, Ana Matias, Susana Costas, Ana Rita Carrasco, Theocharis Plomaritis, and Óscar Ferreira presents

Read more ...

New published article: Temporal variability of flooding events of Guadiana River (Iberian Peninsula) during the middle to late Holocene: Imprints in the shallow-marine sediment record

Temporal variability of flooding events of Guadiana River (Iberian Peninsula) during the middle to late Holocene: Imprints in the shallow-marine sediment record

Isabel Mendes and Óscar Ferreira from CIMA,

Read more ...

Abertura de Concurso para 2 Bolsas de Doutoramento do CIMA

Abertura de Concurso para 2 Bolsas de Doutoramento do CIMA

Aviso de Abertura do Concurso para Atribuição de 2 Bolsas de Investigação para Doutoramento na área de Sistemas Ambientais e Recursos, preferencialmente na avaliação do impacto das alterações climáticas e do aquecimento global em diferentes ambientes e/ou avaliação de riscos ecotoxicológicos do mar profundo e/ou avaliação da qualidade ambiental e remediação, no âmbito da: Unidade de I&D Centro de Investigação Marinha e Ambiental (0350_2020), com o apoio financeiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) ao abrigo do Protocolo de Colaboração para Financiamento do Plano Plurianual de Bolsas de Investigação para Estudantes de Doutoramento, tendo como responsável a Profª. Doutora Maria João Bebianno.

O Aviso de Abertura do Concurso para Atribuição de 2 Bolsas de Investigação para Doutoramento, na área de Sistemas Ambientais e Recursos, está publicado na página da FCT, eracareers com o Link: http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=125487, e na página da UALG, Investigar-Bolsas, com o link:

https://www.ualg.pt/sites/ualg.pt/files/seccoes/uaic/minuta_avisoaberturaconcurso_bolsas_unidades_cmarterraambiente_2concurso.pdf.

O prazo de candidatura é de 15 de julho até às 17h00 (hora de Lisboa) de 31 de julho de 2020.

Anthropogenic pressures on coastal wetlands

Anthropogenic pressures on coastal wetlands

A newly published article, Anthropogenic pressures on coastal wetlands, results from the collaboration of past and present members of Future Earth Coasts, (formerly LOICZ). This was a large, review paper with many collaborators, and three of the co-authors are from CIMA-Centre for Marine and Environmental Research. CIMA is a Regional Engagement Partner of Future Earth Coasts.
The lead author, Alice Newton a former LOICZ chairperson, says: "Global projects, like Future Earth Coasts, bring scientists together, so that they can gain a common perspective on global issues". The article covers wetlands from the Arctic to the equator, in six continents. Some of the wetlands are small and some are very large. Some are in densely populated areas and some are remote. "We used the same social-ecological framework, based on DPSIR (Driver-Pressure-State-Impact-Response), to analyse all these wetlands" said Alice. "We look forward to a second article, in which we can further the analysis to look for equitable, sustainable solutions, not just to describe the problems".
The article is available in Open Access from this link.

Ocean Colour Summer School no CIMA

CIMA organiza Ocean Colour Summer School

O CIMA vai acolher a “Ocean Colour Summer School” – integrada na “Escola de Verão” da Universidade do Algarve, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. Esta Summer School, cujo programa de formação está a ser dinamizado pelas Investigadoras Sónia Cristina e Priscila Goela do Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve, tem como instituição principal de acolhimento o CIMA, conta com o apoio da Portugal Space e integra no seu painel de formação vários investigadores que se distribuem entre as Universidades do Algarve, Lisboa, Aveiro, Évora, Açores e do Porto, e também do Instituto Hidrográfico (IH) e do Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA).

A Ocean Colour Summer School foca a temática da extração e utilização de dados de satélite, para estudar fenómenos e processos no Oceano, e integra-se no âmbito das prioridades definidas na Estratégia Nacional para o Espaço.

Os objetivos do plano de formação são, por um lado, capacitar estudantes na temática da deteção remota da cor do oceano, e por outro, estimular a cooperação científica entre alunos e professores de diferentes instituições nacionais.

A Ocean Colour Summer School inclui uma componente de formação letiva e outra de investigação, a realizar de forma exclusivamente presencial. Pretende-se que se desenvolvam breves trabalhos de investigação, tanto nas instalações da Universidade do Algarve, como nas instituições parceiras, para o qual prevê financiamento para 10 bolsas de investigação, destinadas a alunos de licenciatura e mestrado.

O início da Ocean Colour Summer School está previsto para o final de julho.

Mais informações em Candidaturas e Oportunidades: http://www.cima.ualg.pt/cimaualg/index.php/pt/home-cima/calls-opportunities/793-bolsas

 

Imagem do Satélite - Source: ESA/ATG medialab

Imagem aérea de Portugal - Source: Copernicus Sentinel Data (2016), from Sentinel 3A

 

 

Minerals Working Group preparou documento com comentários durante a consulta pública da Declaração de Impacto Ambiental

Minerals Working Group

A investigadora Nélia Mestre fez parte do grupo de peritos internacionais e membros do DOSI (Deep Ocean Stewardship Initiative) - Minerals Working Group que preparou o documento com comentários durante a consulta pública da Declaração de Impacto Ambiental para o teste no mar profundo de um pré-protótipo de coletor de nódulos polimetálicos emitida pelo Ministério das Ciências da Terra do Governo da Índia. O teste à mineração pretende ser desenvolvido em águas internacionais na zona central da bacia do oceano Índico. Este documento está disponível aqui: https://www.dosi-project.org/wp-content/uploads/DOSI_Submission_MoESEIS.pdf

Projeto Response no âmbito do JPI Oceans

JPI Oceans - Response

O CIMA vê mais um projeto aprovado sobre o impacto dos micro e nanoplásticos no âmbito do JPI Oceans. O projeto Response tem como objetivo propor a validação de estratégias ecológicas para avaliar a distribuição e o transporte de micro e nano plásticos em ecosistemas costeiros Europeus e avaliar os seus efeitos biológicos. Desenvolver metodologias a serem aplicadas para a deteção de nanoplásticos no oceano e seus efeitos em organismos de interesse comercial. Criação de um Smarthub tenológico combinando instalações instrumentais e conhecimentos complementares de empresas externas, para apoiar as necessidades analíticas do consórcio e desenvolvimentos metodológicos. O objetivo do RESPONSE é ainda o de desenvolver um modelo quantitativo sobre o efeito de micro e nanoplásticos em diferentes níveis da cadeia trófica com especial incidência para o efeito que estas nanopartículas podem ter em bivalves de interesse comercial.

Participam neste projeto 14 instituições de 11 países Europeus: Alemanha, Itália, Belgica, Dinamarca, Espanha, Estónia França , irlanda, Noruega, Portugal e Suécia

Ocean Action - See you soon in Lisbon

Ocean Action - See you soon in Lisbon

Embora a Conferência das Nacões Unidas sobre os Oceanos das Nações Unidas, organizada pelos governos de Portugal e do Quénia, tenha sido adiada devido à pandemia do COVID-19, o Ministério do Mar para reafirmar o seu compromisso para os objetivos de desenvolvimento sustentável e da Conferência dos Oceanos, organizou on line, na semana passada, uma iniciativa para evocar a Conferência e o papel dos oceanos tendo por base os diálogos interativos previstos no programa da Conferência. Maria João Bebianno, Diretora do CIMA, e membro do Grupo de Peritos das Nações Unidas para a Avaliação do Estado do Oceano interveio no âmbito do Dialogo 2 “Addressing Marine Pollution”

https://www.facebook.com/watch/?v=3094467490614655

Monday, June 8, 2020 is World Ocean day

World Ocean day

The World Ocean day is a big celebration, however, this year it is also time for us to reflect as individuals, as citizens and as members of a global community. This has been a strange year worldwide, when a Pandemic has pushed all other thoughts from our minds. The 2020 United Nation World Ocean Conference was to be held in Lisbon 2-6 June, but has been postponed.

The second World Ocean Assessment (1), to be delivered in December 2020, focuses on establishing trends in the marine environment with relevance to global reporting needs, such as those associated with the UN Sustainable Development Goals (2). Meanwhile, our ocean, seas and coasts are coming under increasing pressure, for example from plastic pollution, from rising temperatures, from acidification and from de-oxygenation. Marine ecosystems, such as coral reefs, are collapsing and marine species, from polar bears to sharks and whales, are under-threat. Large areas are now 'dead zones'.

Next year, 2021, will see the beginning of a UN Decade of Ocean Science for Sustainable development (3), a rallying call to scientists to come together and not only study problems but find solutions.
So, what are the challenges scientists face? They include: (i) understanding of interaction among diversity and ecosystem processes, structure and function; (ii) ecosystem shifts, biodiversity and habitat loss; (iii) restoration; (iv) sustainability strategies for human activities in the ocean, including the assessment of ocean health; (v) cumulative human impacts and climate change, as drivers of shifts; and (vi)marine conservation.

Scientists can propose options for management and governance but need societal leaders to take action and make the decisions, commit to implementing these and result in positive changes. Major challenges of governance and social priorities include: (i) meeting UN Sustainable Development Goals, (ii) new methods into decision support tools for policy frameworks, (iii) climate -ready Marine Spatial Planning and Marine Protected Areas (MPAs), (iv) transnational observation strategies, (v) engaging society more effectively in ocean science, and (vi) the role of fake news.

CIMA, Centre for Marine and Environmental Research sends best wishes to all marine scientists and lovers of the sea on the occasion of the 2020 Day of the Ocean.

For more information:

(1) Evans, K., Chiba, S., Garcia-Soto, C., Bebianno, M., Ojaveer, H., Park, C., Ruwa, R., Simcock, A.J., Thanh, C. and Zielinski, T., 2019. The Global Integrated World Ocean Assessment: Linking Observations to Science and Policy Across Multiple Scales. Frontiers in Marine Science, 6, p.298. https://doi.org/10.3389/fmars.2019.00298
(2) https://sustainabledevelopment.un.org/
(3) https://www.oceandecade.org/
(4) Borja Angel, Andersen Jesper H., Arvanitidis Christos D., Basset Alberto, Buhl-Mortensen Lene, Carvalho Susana, Dafforn Katherine A., Devlin Michelle J., Escobar-Briones Elva G., Grenz Christian, Harder Tilmann, Katsanevakis Stelios, Liu Dongyan, Metaxas Anna, Morán Xosé Anxelu G., Newton Alice, Piroddi Chiara, Pochon Xavier, Queirós Ana M., Snelgrove Paul V. R., Solidoro Cosimo, St. John Michael A., Teixeira Heliana, 2019. Past and Future Grand Challenges in Marine Ecosystem Ecology. Frontiers in Marine Science, 7, p.362. https://www.frontiersin.org/article/10.3389/fmars.2020.00362

Workshop online envolvendo especialistas e profissionais a nível mundial

O Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve,

Read more ...

Projeto H2020 NAUTILUS

O CIMA viu aprovada a candidatura ao projeto H2020 NAUTILUS na área do Crescimento Azul.

Read more ...

O CIMA apoia o novo Centro de Diagnóstico do COVID-19 em Faro

COVID-19 em Faro

O CIMA apoia o novo Centro de Diagnóstico do COVID-19 em Faro, junto ao Estádio do Algarve.

Read more ...

Curso de Verão - Dunas Costeiras: Dinâmica e Conservação

Curso de Verão - Dunas Costeiras: Dinâmica e Conservação

Local: Universidade do Algarve, Campus de Gambelas e Ria Formosa;

Datas importantes:

Candidaturas entre 16 de Março e 30 de Abril.
Comunicação final de aceitação e lista de reserva – 8 de Maio

Envio de comprovativo de residência/hotel – 22 de Maio

Envio de informação completa (programa final, local das aulas, etc.) – 15 de Junho

Missão: O curso pretende dotar os participantes de uma visão genérica e integrada sobre os habitats dunares e a sua conservação. Serão abordados tópicos como a dinâmica sedimentar dunar, o coberto vegetal, a avifauna, a pressão antrópica e o seu impacto, as medidas de recuperação e regeneração destes ambientes e a evolução das dunas no contexto das alterações climáticas. O curso contempla um dia de campo com exemplificação de ameaças aos habitats dunares e possíveis soluções.

Destinatários: Estudantes de licenciatura ou mestrado em Ciências do Mar, Biologia Marinha, Gestão Marinha e Costeira, Biologia, Geociências, Geografia e Ciências do Ambiente. Só funcionará com um mínimo de 10 alunos e terá um limite máximo de 25 alunos.

Seleção: Cumprir os requisitos do público-alvo. Por ordem de receção de candidatura.

Candidatura: Email para Óscar Ferreira (This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.), com breve curriculum vitae (dados pessoais e percurso escolar/académico). Aos estudantes aceites será solicitado um comprovativo de hotel/hostel/residência para as datas do curso, como garantia de frequência. A sua não apresentação levará à exclusão do estudante.

Custos: Não possui custo de inscrição. Os alunos terão de assegurar o custo da sua viagem e estadia (dormida, alimentação e transporte). A organização disponibilizará as condições e materiais necessários, bem como barco/autocarro para saídas de campo.

Informações: Óscar Ferreira (This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.)

Dia Internacional da Mulher

Dia Internacional da Mulher CIMA

Hoje celebra-se mais um Dia Internacional da Mulher. O CIMA não quis deixar passar em vão esta data, destacando o excelente trabalho desenvolvido diariamente pelas nossas investigadoras. Assim, o CIMA apresenta uma mensagem de uma jovem estudante da Escola Secundária de São Brás, Joana Monteiro, que partilhou este seu texto para todas as mulheres da ciência dos dias de hoje.

Neste dia, reconhece-se a importância e o contributo da mulher na sociedade e são, também, lembradas as conquistas das mulheres. A origem deste dia remete para a luta das mulheres, que trabalhavam em fábricas, na exigência do reconhecimento dos seus direitos e em melhores condições de trabalho. Apesar deste dia ser comemorado desde o início do século XX, e apesar do reconhecimento e da valorização da mulher terem evoluído positivamente desde então, continuam a subsistir desigualdades. Na Ciência e na Investigação é, também, importante que este esforço, para que a mulher seja devidamente reconhecida, seja realizado.


Ao longo dos séculos, as mulheres que desenvolviam as suas atividades na área da Ciência, da Tecnologia, Engenharia e Matemática, tiveram de ser persistentes para alcançarem os seus sonhos e, ainda que o tenham conseguido, permaneceram quase invisíveis. Em Portugal, temos o exemplo de Branca Edmée Marques, nascida a 1899, em Lisboa. Licenciada em Ciências Físico-Químicas, em 1931, partiu para França para prosseguir os seus estudos, o que se revelou difícil, pois as mulheres, naquela época, não podiam sair do país sem a autorização dos maridos. E, para além da autorização do marido, Branca teve, também, de se fazer acompanhar de sua mãe. Em Paris, Branca estudou Física Nuclear, desenvolvendo a sua investigação sob a orientação de Marie Curie. Depois de ter concluído o seu doutoramento, regressou a Portugal e fundou e dirigiu, na Faculdade de Ciências de Lisboa, o Laboratório de Radioquímica. Aos 65 anos, tornou-se a primeira mulher professora catedrática de química, em Portugal, mas teve de esperar 12 anos para ver concretizada a sua candidatura. Branca foi um exemplo de coragem, de superação da desigualdade, e uma inspiração para as cientistas portuguesas.


Apesar dos avanços ocorridos após a revolução do 25 de Abril, constata-se, ainda hoje, que a sociedade portuguesa persiste em atribuir papéis sociais destintos aos dois géneros, secundários à mulher, contribuindo, assim, para a perpetuação dos estereótipos de género, limitando a livre expressão dos talentos de mulheres e homens. Ao longo do seu percurso escolar, raparigas e rapazes são condicionados nas suas escolhas, com impacto nos seus percursos académicos.
Mundialmente, os indicadores mostram que existe um maior número de rapazes em áreas de estudo das Ciências, Tecnologias, Engenharia e Matemática do que raparigas. Deste modo, continua a assistir-se a uma sociedade guiada por estereótipos, que pode estar a fazer com que mulheres ocupem áreas profissionais em que não são tão reconhecidas, e com as quais podem até identificar-se menos.


A realidade mostra que meninas e mulheres evitam estudos relacionados com áreas técnicas e científicas, porque, quando são mais novas, não têm tanto contacto e experiência com essas áreas, sendo a política educacional, o contexto cultural, os esteriótipos e a carência de modelos a seguir, fatores determinantes nessas escolhas.
Mas, ainda que, corajosamente, se decidam por enveredar por essas áreas, as suas dificuldades não terminam aí. Prolongam-se nas dificuldades que encontram para progredir no local de trabalho, na disparidade salarial que encontram, nas dificuldades que enfrentam para conseguir um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, nas dificuldades que têm de ultrapassar para dar resposta às obrigações familiares, nos obstáculos à maternidade. O isolamento e a exclusão, o sentimento de pertença a uma minoria, agravam as dificuldades sentidas.


Que o dia de hoje, pelo seu simbolismo, possa contribuir para a promoção de uma verdadeira igualdade entre mulheres e homens, e a ambos permita experimentar todas as possiblidades que a realidade oferece.
Que o dia de hoje sirva também para que recordemos o contributo que mulheres como Branca Marques, deram a esta causa.
Que o seu exemplo inspire e motive mulheres em todo o mundo a enfrentar os seus problemas, a encontrar as suas respostas, e a prosseguir os seus objetivos com determinação.

Joana Monteiro

Entrevista da Professora Doutora Maria João Bebianno, Diretora do CIMA, à RTP, no programa "No Tempo das Dálias".

https://www.rtp.pt/play/p5384/e450157/no-tempo-das-dalias

Page 1 of 3

More news...

1st Intermunicipal Congress of the Association Terras do Infante

The 1st Intermunicipal Congress of the Association Terras do Infante...

Read more

A global ‘greening’ of coastal dunes: An integrated consequence of…

A Investigadora Susana Costas voltou a colaborar num trabalho realizado...

Read more

Projeto H2020 NAUTILUS

O CIMA viu aprovada a candidatura ao projeto H2020 NAUTILUS...

Read more

Fate and Effects of Cytostatic Pharmaceuticals in the Marine Environment

Maria João Bebianno e Tainá Garcia Fonseca publicam um capítulo...

Read more

Prémio do melhor artigo científico ICCS 2019

Investigadores do CIMA Lara Mills, João Janeiro e Flávio Martins...

Read more

Conferência Internacional "Technology for Maritime Surveillance and Emergency Management”

Universidade do Algarve acolhe especialistas internacionais em Vigilância Marítima e...

Read more

Monday, June 8, 2020 is World Ocean day

The World Ocean day is a big celebration, however, this...

Read more

Ria Formosa: challenges of a coastal lagoon in a changing…

O livro “Ria Formosa: challenges of a coastal lagoon in...

Read more

WACOMA

CIMA received candidates for the MSc Water and Coastal Management. This...

Read more

EurOcean 2019

"The researcher from CIMA, Tainá Fonseca, was selected as one...

Read more

CIMA monitoriza numa semana mais de 100 Km da Costa…

Na última semana, uma equipa do CIMA composta pelos investigadores...

Read more

Embaixadora da Austrália em Portugal

No passado dia 27 de agosto de 2019 o CIMA...

Read more

A method to estimate the longshore sediment transport at ebb‐tidal…

 This study proposes a new method to estimate the rate...

Read more

FCT - Concurso para Atribuição de Bolsas de doutoramento 2019

Está aberto o Concurso para a Atribuição de Bolsas de...

Read more

2ª Avaliação do Estado do Oceano das Nações Unidas

Professora Maria João Bebianno participou nas Nações Unidas, na sua...

Read more

Ocean Colour Summer School no CIMA

O CIMA vai acolher a “Ocean Colour Summer School” –...

Read more

2º Relatório Integrado do Oceano | Nações Unidas (WOA II)

Foi lançado hoje pelas Nações Unidas, com um prefácio do...

Read more

Diretora do CIMA agraciada com a Medalha de Mérito Grau…

O Municipio de Faro decidiu atribuir a Maria João Bebianno...

Read more

ICCS 2019 - MARINECOMP “Marine Computing in the Interconnected World…

Os Investigadores Flávio Martins e João Janeiro organizaram o workshop...

Read more

Pollution and Debris

Nélia Mestre will be joining Lucy Woodall as Co-Lead of...

Read more

Palynology Short Talks - Gilda Lopes

Gilda Lopes, a researcher at CIMA, just presented in an...

Read more

ARNET - Uma alavanca da Ciência de Excelência em Portugal

A futura Rede de Investigação Aquática (ARNET) é uma rede...

Read more